domingo, 4 de dezembro de 2011

Ministro anuncia 100 Unidades Odontológicas Móveis

NOTA DA COLUNISTA: SAIU EM 02.12.2011. Espero que funcione... Lembrando que não se trata de home care, onde o equipamento chega até o leito ou ao interior de um domicílio de alguém com dificuldade ou incapacidade de locomoção. OPINIÃO PESSOAL MINHA: haveria a possibilidade de uma Política Pública mais resolutiva, mais abrangente e de menor custo, como, por exemplo, se fossem adiquiridos carros convencionais com equipamentos odontológicos portáteis dentro, que serviriam não apenas para as pessoas de modo geral de cidades pobres de áreas rurais, mas para essas mesmas pessoas também em estado de fragilidade, acamadas, em internação domiciliária ou hospitalar... (Não se trata de propaganda pessoal, mas atuo, junto em uma equipe, em minha cidade há 4 anos, em atendimento portátil conforme sugiro. A quem interessar, acesse o site de nosso serviço.)

 EU ACREDITO NO SUS, verdadeiramente, MAS EM UM SUS MUITO DIFERENTE DESSE... FICA A REFLEXÃO, SOLICITO A OPINIÃO E DISCUSSÃO DOS COLEGAS... Questiono eu:

(1) Como um tetraplégico entrará dentro dessas unidades móveis? Ou como essas unidades móveis atingirão propriedade rurais com estradas de barro precárias, esburacadas, como tive a oportunidade de visualizar em Araguaína (TO), em pesquisa que conduzi nesse município em 2007?
(2) Onde está a Acessibilidade, a Universalidade e a Integralidade que o SUS tanto defende?

(3) Como será o modelo de seleção para os profissionais integrantes dessas equipes? CONCURSO? ou contratos municipalizados, onde o critério de escolha não é a competência, mas as relação interpessoais com parentes envolvidos com política? A cada eleição municipal, caso mude a gestão da prefeitura, serão demitidos os profissionais que já estavam atuando e serão contratados outros, "afilhados" dos novos prefeitos e secretários de saúde municipais?

(4) Haverá treinamento específico para esses profissioais?

(5) E, por fim, por que o PID (Programa de Internação Domiciliária) não dispõe, salvo algumas RARAS exceções, de cirurgiões-dentistas em suas equipes? E por que não, também, os hospitais?

LEIAM...
............................................................................................................

As unidades são direcionadas aos municípios de 16 estados do Plano Brasil Sem Miséria. Anúncio foi realizando na 14ª Conferência Nacional de Saúde

Os municípios do Plano Brasil Sem Miséria serão beneficiados com a doação de 100 Unidades Odontológicas Móveis (UOMs). Ao todo, 16 estados foram contemplados com as vans que ofertarão gratuitamente serviços de saúde bucal. O anúncio foi feito pelo ministro da Saúde, Alexandre Padilha, durante a 14ª Conferência Nacional de Saúde, que está sendo realizada em Brasília e segue até domingo (04). A ação faz parte da rede Saúde Mais Perto de Você.

“Selecionamos 100 consultórios odontológicos móveis do programa Brasil Sorridente, que tem como objeto principal a área rural. Esses municípios que receberão as unidades foram selecionados pelos critérios de percentual de população de extrema pobreza e de população rural, menor densidade demográfica – são grandes e com a população rural distante - e que aderiram ao Programa de Qualidade da Atenção Básica. Esse anúncio mostra um reconhecimento da diversidade que é o nosso país”, destaca o ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

O Ministério da Saúde investiu R$ 15,4 milhões na compra dos veículos e equipamentos. Além disso, o custeio anual desses serviços é de R$ 5,6 milhões. Os municípios também receberão um incentivo financeiro de R$ 3,5 mil para aquisição de instrumentais odontológicos, como pinças, espelhos, curetas.

Os cem municípios, para onde as Unidades Móveis Odontológicas serão doadas, pertencem ao Mapa da Pobreza, ou seja, são prioritários do Plano Brasil Sem Miséria, lançado pelo governo federal neste ano. As unidades atenderão às populações com dificuldade de acesso aos serviços, como populações rurais, quilombolas e vivendo em assentamentos, por morarem e trabalharem muito longe das unidades de saúde.

FUNCIONAMENTO
Cada veículo tem capacidade de realizar até 350 atendimentos por mês. As equipes de Saúde bucal, compostas por cirurgião-dentista, auxiliar de saúde bucal e técnico de saúde bucal, atenderão nas unidades móveis. Elas farão, além do tratamento clínico, ações de promoção e prevenção à saúde junto à comunidade.

As Unidades Odontológicas Móveis farão o encaminhamento dos casos que necessitarem de tratamento odontológico mais complexo para os Centros de Especialidades Odontológicas (CEOs), além do seu acompanhamento. No caso das próteses (dentaduras), a parte clínica poderá será feita no próprio veículo. Apenas a parte laboratorial será encaminhada aos Laboratórios Regionais de Prótese Dentária.

As UOMs possuem um consultório odontológico que contem: cadeira odontológica; kit de pontas (conhecido como “motorzinho do dentista”); mocho (cadeira do dentista); refletor; amalgamador e fotopolimerizador (materiais que fazem o preparo dos materiais utilizados nas restaurações de dentes); raio-X odontológico e autoclave para esterilização do material.

Além disso, todas possuem ar-condicionado, pia para lavagem de mãos, reservatórios de água, armários para armazenagem de material e, acoplado ao veículo, existe uma carroceria que carrega um gerador, responsável por fornecer energia ao consultório.

Confira as listas dos municípios:
Estado
Município
Amapá
Itaubal
Amapá
Oiapoque
Amapá
Calçoene
Amapá
Ferreira Gomes
Bahia
Muquém de São Francisco
Bahia
Itaguaçu da Bahia
Bahia
Correntina
Bahia
Gentio do Ouro
Bahia
Barra
Bahia
Mucugê
Bahia
Wanderley
Bahia
Contendas do Sincorá
Bahia
Morro do Chapéu
Bahia
Ibitiara
Bahia
Andaraí
Bahia
Casa Nova
Bahia
Malhada
Bahia
Ribeirão do Largo
Bahia
Jeremoabo
Bahia
Palmas de Monte Alto
Bahia
Campo Formoso
Bahia
Remanso
Bahia
Tremedal
Bahia
Mirangaba
Bahia
Xique-Xique
Bahia
Piatã
Goiás
Baliza
Goiás
Nova Roma
Goiás
Monte Alegre de Goiás
Goiás
Campinaçu
Goiás
Colinas do Sul
Goiás
Novo Planalto
Goiás
São João d'Aliança
Goiás
Faina
Goiás
Teresina de Goiás
Goiás
Trombas
Goiás
Niquelândia
Goiás
Padre Bernardo
Maranhão
Fernando Falcão
Mato Grosso
Vila Bela da Santíssima Trindade
Mato Grosso do Sul
Nioaque
Mato Grosso do Sul
Juti
Mato Grosso do Sul
Miranda
Mato Grosso do Sul
Aral Moreira
Minas Gerais
Chapada Gaúcha
Minas Gerais
Arinos
Minas Gerais
Matias Cardoso
Minas Gerais
Pai Pedro
Minas Gerais
Verdelândia
Minas Gerais
Cristália
Minas Gerais
Indaiabira
Minas Gerais
Riacho dos Machados
Minas Gerais
Pedras de Maria da Cruz
Minas Gerais
Serranópolis de Minas
Minas Gerais
Jequitinhonha
Minas Gerais
Ataléia
Minas Gerais
Itinga
Pará
Monte Alegre
Pará
Altamira
Pará
Uruará
Pará
Cachoeira do Arari
Pará
Itupiranga
Pará
Oeiras do Pará
Pará
Moju
Pará
Paragominas
Paraíba
Cajazeirinhas
Paraná
Coronel Domingos Soares
Paraná
Adrianópolis
Paraná
Doutor Ulysses
Pernambuco
Betânia
Piauí
Currais
Piauí
São Miguel do Tapuio
Piauí
Jacobina do Piauí
Piauí
Assunção do Piauí
Piauí
Queimada Nova
Piauí
Campinas do Piauí
Piauí
Caridade do Piauí
Piauí
Isaías Coelho
Piauí
Betânia do Piauí
Rio Grande do Sul
Quevedos
Rio Grande do Sul
Herval
Rio Grande do Sul
Jóia
Rio Grande do Sul
Piratini
Rio Grande do Sul
São Miguel das Missões
Rio Grande do Sul
Pinheiro Machado
Santa Catarina
Passos Maia
Santa Catarina
Matos Costa
Santa Catarina
Vargem
São Paulo
Iporanga
São Paulo
Barra do Turvo
Tocantins
Mateiros
Tocantins
São Félix do Tocantins
Tocantins
Dois Irmãos do Tocantins
Tocantins
Monte do Carmo
Tocantins
Chapada da Natividade
Tocantins
Santa Rosa do Tocantins
Tocantins
Natividade
Tocantins
Aragominas
Tocantins
Filadélfia
Tocantins
Porto Alegre do Tocantins

FONTE: Portal da Saúde

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário